Muitas atrações no Sarau Perifatividade de julho!

11745780_1018677211476870_8733740145811469123_n

 

Domingo, dia 26 / 07, o SarauPerifatividade tá cheinho de surpresas boas : lançamento do livro ” Te pego lá fora “, de Rodrigo Ciríaco, exibição do documentário ” Da ponte pra lá : Sarauzando em Buenos Aires “, de Amanda Prado, que fala sobre nossa participação na Feria del Libro e outros lugares, na Argentina, além do super pocket com a Banca Pântano! É só chegar às 14hs na rua Memorial de Aires, 480 – Mutirao de Moradia do Jd São Saverio, ponto final do 4709 – Metro Vila mariana / Jd São Saverio
” É o Sarau do Perifa em atividade, seja bem vind@ e fique muito à vontade “

Anúncios

Perifatividade no Sarau Saidera!

 

O Coletivo Perifatividade participou, dia 07/12/2014 do Sarau Saidera, uma iniciativa da Biblioteca Mário de Andrade como uma despedida de 2014!

Os Saraus que estiveram na 40ª Feria del Libro, de Buenos Aires foram dar tchau a este ano tão atribulado politicamente, e tão rico para a cena! Poesia Maloquerista, Sarau dos Mesquiteiros, Sarau do Binho, Menor Slam do Mundo,  Encontro de Utopias, Coletivo Perifatividade, Slam da Guilhermina, Sarau Suburbano, ZAP Slam, Quilombaque, Sarau A Plenos Pulmões, Sarau Oquedizemosumbigos, Sarau Elo da Corrente, Sarau A Voz do Povo, Sarau da Brasa encheram o deck da Biblioteca de poesia, música e muita alegria!

Agradecemos à Biblioteca Mario de Andrade (Tarcila, Natame, Bruno, Bagolin) pela oportunidade e confiram essas e mais fotos da página Saraus SP no Facebook:

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38

 

“Onde escondemos o ouro”, lançamento do novo livro de Dinha!

1

Um sábado muito marcante e especial para nós, do Coletivo Perifatividade, foi dia 05/10. Quando um grande autor, ou autora da qual admiramos muito, e que tem uma história cultural no Fundão do Ipiranga como nossa antecessora, é no mínimo, de deixar-nos muito felizes de estar próximos. Ainda mais quando não só a autora, mas a família, é nossa família também, e quando apoiamos a iniciativa e a organização da obra e do lançamento.

Não só para o Coletivo Perifatividade, mas para tod@s que acompanham a literatura periférica, Dinha é sem dúvida, admirada e inspiradora. Quem leu “De passagem mas não a passeio” (Edições Toró / Global Editora), primeiro livro da autora, sabe o que estamos falando. Mesmo quem está neste meio recente, e acompanhou o clipoético “De aqui de dentro da guerra”, poesia de Dinha, muito bem interpretada pelo Sarau dos Mesquiteiros e Rodrigo Ciríaco em parceria com mundo em foco.

Dinha lança seu segundo livro, “Onde escondemos o Ouro”, que é uma belíssima obra, da capa às poesias: a primeira obra pela editora Me Pariò Revolução, fundada por Dinha, Lindalva Oliveira e Sandrinha Alberti, se destaca por livros feitos de forma semiartesanal, e personalizados, com conteúdos com muita qualidade poética e militância.

No lançamento, que foi realizado no Mutirão do Jd. Celeste, além da exibição do clipoético, Dança Oriental com Ana Fonseca e suas alunas, Sarau Perifatividade, MC Terno e Diego, Silmara Silva e música com Fernando Teobaldo.

Lançamento lindo, para ficar na história e memória! Para adquirir “Onde escondemos o ouro” basta clicar no título, que dá acesso à venda pela Internet.

Confira fotos do lançamento (Divulgação)

2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 16

Dinha lança seu segundo livro “Onde escondemos o ouro”

Image

Sábado, 05/10, a grande poetisa do Fundão do Ipiranga, Dinha lança sua segunda obra literária, “Onde escondemos o ouro”.

  • Dinha (pseudônimo de Maria Nilda de Carvalho Mota) nasceu na cidade de Milagres, Ceará, no ano de 1978. Mudou-se para São Paulo, trazida pela família no ano seguinte. Em 1999 participou da fundação da Posse Poder e Revolução – grupo de pessoas, ligadas ao movimento hip hop, dispostas a realizar intervenções políticas e culturais em suas comunidades. No mesmo ano iniciou o curso de Letras na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo. Atualmente é doutoranda da área de Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa, leciona na rede pública municipal de ensino, é autora dos livros De passagem mas não a passeio (2008) e Onde escondemos o ouro (2013) e é também criadora e editora do selo Me Parió Revolução, em parceria com Sandrinha Alberti e Lindalva Oliveira. É aluna (em fase de doutoramento) da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo e autora dos livros De passagem mas não a passeio (2008) e Onde escondemos o ouro (2013).

    “Onde escondemos o ouro” divide-se em 3 pequenos livros. O primeiro, chamado “O guardião” representa o Amor em seus múltiplos sentidos como guardador dos tesouros. O livro 2, chamado “O ouro” ou “A lista dos 100”, homenageia as muitas pessoas que a autora, seus familiares e vizinhos viram morrer assassinadas ao longo de suas vidas. Essas pessoas são a representação do ouro que, na visão da autora, é diariamente saqueado pelo Estado e suas ações e omissões cotidianas. O livro 3, por fim, faz da ironia o último recurso de luta. “Bichos” apresenta uma série de situações e insights em que só a ironia parece ser capaz de restaurar a ordem e garantir a integridade poética.

    Para o evento de lançamento, além de um bae-papo com a autora, as presenças de Sarau dos Mesquiteiros e Sarau Perifaividade, homenagem a Fernando Elza (Malote), Dança Oriental com Ana Fonseca, Intervenção Musical com Silmara Silva, Terno Maciel & Diego Soares e Repper Fiell (RJ).

    Lançamento do livro “Onde Escondemos o Ouro”, de Dinha

    Mutirão do Jd. Celeste

    R. Memorial de Aires, 480 – Jd. São Savério (próx. a E.E. Álvaro de Souza Lima e Paróquia Jd. São Savério)

  •  

Nota de Esclarecimento


Está provisoriamente suspenso o Sarau dos Mesquiteirosatividade desenvolvida desde 
maio de 2010 nas dependências da Escola Estadual Jornalista Francisco Mesquita, Jd. Verônia, 
Ermelino Matarazzo.

O motivo da proibição, segundo a direção da escola, deve-se ao fato que não temos autorização para usar o espaço no dia e horário que utilizamos há mais de um ano e meio: sábados, das 17hs às 21hs, apesar da ciência e aprovação do Conselho de Escola, feita em 2010 e ratificada em 2011, no último dia 10 de novembro deste ano.
Fomos orientados a encaminhar uma solicitação junto à Diretoria de Ensino Leste-01 para verificar a possibilidade desta “autorização”.
Estamos seguindo todos os trâmites legais e burocráticos necessários para a continuidade de nosso projeto de incentivo a leitura e criação artística até porque, não bastasse a sua importância numa comunidade tão carente em equipamentos de lazer e cultura (Ermelino Matarazzo briga, há mais de 20 anos, por uma Casa de Cultura), não bastasse os problemas de ensino e aprendizagem vivenciados pela escola e pela educação como um todo, acreditamos que os espaços públicos são espaços legítimos e de direito da população, principalmente quando este é utilizado para valorizar a sua cultura e sua identidade.
Para finalizar, gostaríamos de enfatizar que o Sarau dos Mesquiteiros é parte de um projeto maior, chamado Literatura (é) Possível, que há cinco anos realiza atividades na escola como saraus, encontros literários, oficinas semanais de literatura e teatro, apresentação de espetáculos, tudo isso de maneira gratuita. Já foi contemplado, em 2007, com apoio da CENP (Coordenadoria de Estudos e Normas Pedagógicas) da Secretaria Estadual de Educação e, nos anos de 2010 e 2011, aprovado no Programa VAI – Valorização de Iniciativas Culturais – da Prefeitura Municipal de São Paulo, realizando ainda atividades em espaços culturais e educativos como Ação Educativa, MAM (Museu de Arte Moderna – SP) e rede SESC (do Carmo e Pinheiros). Tudo isso através da força de vontade, determinação e talento dos jovens e adolescentes da periferia da zona Leste que fazem parte do projeto.
Por tudo isso, afirmamos que, apesar da proibição de uso do espaço, o Sarau dos Mesquiteiros vai acontecer neste sábado, 26 de novembro, a partir das 17hs. Em local não definido, mas bem próximo à escola.
Faça sol ou faça chuva, traga a sua sombrinha, sua cobertura, pois apesar de tudo, vai chover poesia.
Os Mesquiteiros
Um por Todos, Todos por Um
Rodrigo Ciríaco
   
VELE LEMBRAR QUE NOSSO SARAU PERIFATIVIDADE TAMBÉM TEVE SUA ATIVIDADE CANCELADA NESSA QUARTA-FEIRA DIA 23/11, NA ESCOLA EMEF. OLAVO FONTOURA, NO JD. CLÍMAX. DEVIDO UM MAL ENTENDIDO E DESORGANIZAÇÃO DA GESTÃO. ESTIVEMOS O COLETIVO EM PESO PRESENTE. O SARAU IA OCORRER DAS 20hs ÀS 22hs, PARA OS ALUNOS DO EJA. MAS FOMOS IMPEDIDOS DE REALIZAR A ATIVIDADE CULTURAL POR CONTA DE UMA VISITA INESPERADA DA GESTORA MUNICIPAL DE ENSINO.

Estamos apoiando os nossos aliados de militância cultural…

UM POR TODOS E TODOS POR UM… 

SE NÃO FORMOS NÓS, QUEM? 
SE NÃO FOR AGORA, QUANDO?