Lançamento Perifatividade nas Escolas vol. 2 Na EMEF. Olavo Fontoura

1

 

Nossa 3º escola e sempre será a primeira que pudemos por os pés e permanecer como coletivo cultural e comunitário de literatura e militância da região. Grandes emoçoes assim como nas outras escolas, esse momento de celebração dos alunos escritores, leitores e protagonistas desse intervenção do Coletivo Perifatividade. E noosos parceiros Avante O Coletivo Produção, Jota Avante O Coletivo, os alunos declamaram, cantaram, dançaram e pegaram cada um seu exemplar desse livro que mostra que: ESCREVEMOS A NOSSA PRÓPRIA HISTÓRIA! Valeu ESCOLAS Olavo Fontoura Emef, EMEF Luiz Gonzaga do Nascimento Jr. – Gonzaguinha e EE. Dr. Àlvaro de Souza Lima.

 

2 3 4 5 6 7 8 9 10 12 13 14 15 16 17 18 19 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30

 

Anúncios

Lançamento Perifatividade nas Escolas vol. 2: EMEF Gonzaguinha.

1

E a emoção continua no mais alto grau, e diretamente do RJ! O lançamento do Perifatividade nas Escolas vol. 2 na EMEF Gonzaguinha, no Heliópolis, veio com parceria interestadual. Diretamente de Irajá, chegou com a genteMano Teko acompanhado do Mc Pingo Do Rap fazendo um lançamento ultra especial. Teko, que trabalha o funk como ferramenta de luta social, não tinha como não estar em uma de nossas ações! O Funk é cultura, e valorizar o ritmo preferido de SP na cena atual é nossa missão, ainda mais quando parceiros discutem a música como ação de militância e luta por direitos. Surpresa nossa quando vimos o Gonzaguinha se preparando também para nos receber: os alunos desenvolveram cordeis para apresentar no Sarau (e com homenagens ao Coletivo!), além de grupos da 1ª etapa, iniciando seu caminho na alfabetização, apresentarem um poema de Drummond! Emocionante para todas e todos, muitas lágrimas rolaram neste momento! Também apresentaram músicas e claro, MUITA ideia absorvida nas mensagens de Teko e Pingo. Um funk que com certeza é a primeira vez que muitos e muitas ouviram na capital paulista.
Sair de coração e mentes satisfeitas é pouco! Com muito mais energia e disposição pra próxima missão!! E quarta que vem, dia 18, estaremos chegando na Olavo Fontoura Emef, só aguardar! Teko, é o início de muitas parcerias pela frente! Valeu muito por tudo irmão!

2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37

Lançamento “Perifatividade nas Escolas vol.2” na E.E. Álvaro de Souza Lima

Lançamento Perifatividade nas Escolas vol.2 (04-03-2015) (1)

Emoção à flor da pele! Nesta quarta-feira, realizamos o primeiro lançamento oficial da antologia “Perifatividade nas Escolas vol. 2”, segundo livro de poesias e depoimentos dos alunos e alunas da rede pública municipal e estadual. O local escolhido foi a E.E. Álvaro de Souza Lima, na nossa região Jd. São Savério, do ladinho do Sarau Perifatividade, realizado no último domingo do mês.
Quebrando o gelo inicial, os alunos e alunas receberam um a um, os exemplares em mãos e falaram como o livro foi importante e como pode ser um incentivo em suas vidas daqui pra frente.
Participando desde o primeiro Sarau, e até na sala, o aluno e rapper Emil mandou muito bem , até participando com Costa Senna, Júbilo Jacobino eLika Rosa, que deram um verdadeiro show, animando boa parte do pessoal.
Agradecemos à Secretaria de Estado da Cultura, ao PROAC Saraus Culturais, á direção, coordenação, professorxs e funcionárixs, às grandes estrelas deste livro – @s alun@s e este ano estamos pelo Álvaro novamente, com mais um projeto PERIFATIVIDADE NAS ESCOLAS! E fiquem ligadxs: dia 11/03 lançamos na EMEF Gonzaguinha, no Heliópolis e dia 18/03 na EMEF Olavo Fontoura, no Jd. Clímax!

Fotos por: Elaine Campos

Lançamento Perifatividade nas Escolas vol.2 (04-03-2015) (74) Lançamento Perifatividade nas Escolas vol.2 (04-03-2015) (2) Lançamento Perifatividade nas Escolas vol.2 (04-03-2015) (5) Lançamento Perifatividade nas Escolas vol.2 (04-03-2015) (10) Lançamento Perifatividade nas Escolas vol.2 (04-03-2015) (11) Lançamento Perifatividade nas Escolas vol.2 (04-03-2015) (12) Lançamento Perifatividade nas Escolas vol.2 (04-03-2015) (14) Lançamento Perifatividade nas Escolas vol.2 (04-03-2015) (15) Lançamento Perifatividade nas Escolas vol.2 (04-03-2015) (17) Lançamento Perifatividade nas Escolas vol.2 (04-03-2015) (19) Lançamento Perifatividade nas Escolas vol.2 (04-03-2015) (21) Lançamento Perifatividade nas Escolas vol.2 (04-03-2015) (23) Lançamento Perifatividade nas Escolas vol.2 (04-03-2015) (26) Lançamento Perifatividade nas Escolas vol.2 (04-03-2015) (27) Lançamento Perifatividade nas Escolas vol.2 (04-03-2015) (29) Lançamento Perifatividade nas Escolas vol.2 (04-03-2015) (32) Lançamento Perifatividade nas Escolas vol.2 (04-03-2015) (35) Lançamento Perifatividade nas Escolas vol.2 (04-03-2015) (36) Lançamento Perifatividade nas Escolas vol.2 (04-03-2015) (38) Lançamento Perifatividade nas Escolas vol.2 (04-03-2015) (39) Lançamento Perifatividade nas Escolas vol.2 (04-03-2015) (41) Lançamento Perifatividade nas Escolas vol.2 (04-03-2015) (46) Lançamento Perifatividade nas Escolas vol.2 (04-03-2015) (50) Lançamento Perifatividade nas Escolas vol.2 (04-03-2015) (52) Lançamento Perifatividade nas Escolas vol.2 (04-03-2015) (57) Lançamento Perifatividade nas Escolas vol.2 (04-03-2015) (59) Lançamento Perifatividade nas Escolas vol.2 (04-03-2015) (63) Lançamento Perifatividade nas Escolas vol.2 (04-03-2015) (65) Lançamento Perifatividade nas Escolas vol.2 (04-03-2015) (66) Lançamento Perifatividade nas Escolas vol.2 (04-03-2015) (68) Lançamento Perifatividade nas Escolas vol.2 (04-03-2015) (69) Lançamento Perifatividade nas Escolas vol.2 (04-03-2015) (70)

 

É hoje o primeiro Sarau de lançamento do livro “Perifatividade nas escolas vol. 2”

 

11046296_816797838411310_5152288787173215366_n

É hoje: emoção à flor da pele!
Primeiro dia de lançamento da Antologia “Perifatividade nas Escolas vol.2” nosso segundo filho deste intenso trabalho nas escolas, com reuniões, oficinas e saraus. Após um ano de saraus e oficinas literárias, o Coletivo Perifatividade promove hoje (4), à noite, o primeiro lançamento da antologia literária Perifatividade nas Escolas, volume 2, com alunas/os da escola pública Álvaro de Souza Lima.  Formação de público, leitor/a, escritor/a e declamadores/as!
Musicando este dia tão importante pra nós, Costa Senna e Lika Rosa.
É as 20hs na E.E.Álvaro de Souza Lima, na Rua Memorial de Aires, 480 – Jd São Saverio
“Se não formos nós, quem? Se nao for agora, quando? “

Nota Pública sobre as ações policiais no Fundão do Ipiranga

panico nas ruas

Nós, do Coletivo Perifatividade, coletivo cultural que atua desde 2010 nos diversos bairros da região “Fundão do Ipiranga” faz esta nota pública para relato e reflexão da atuação policial que ocorreu no dia 01/03/2015, porém que vem ocorrendo com certa continuidade aos finais de semana.

No domingo passado, primeiro dia de março deste ano, o Coletivo Perifatividade participa juntamente com o grupo de rap Pânico Brutal, o Projeto Crack Zero e diversos militantes culturais e comunidade, do evento “Pânico nas Ruas”, ocorrido na quadra da Vila da Paz. Evento bonito e importantíssimo para a cultura e região, trouxe mulheres de fibra para debaterem sobre o machismo, cantarem e apresentarem seus trabalhos artísticos. Um evento do qual temos orgulho em sermos parceiros.

Na última apresentação da noite, algumas pessoas que organizavam o mesmo souberam de uma ação para a dispersão de um baile funk duas ruas para cima de onde acontecia nosso evento, e para isto, policiais estariam munidos de balas de borracha e bombas de gás lacrimogênio. Um integrante de nosso coletivo se dirige ao bar em frente à quadra para usar o banheiro, e quando sai deste, vê policiais agredindo dois meninos que, para fugir dos mesmos, correram e entraram neste bar. O integrante questiona a ação do policial, e este o agride com cassetetes na cabeça, ombros, mãos, costas e quadris por diversas vezes.

Os policiais então se dirigem à quadra para “conversar” (conversa em tom arbitrário e agressivo) com os organizadores do evento. Sendo questionados pela agressão gratuita e sem motivação alguma, se enfurecem, e ao ouvirem a frase “Tem que tomar rajada” de um indivíduo, correm atrás de outro, pois ele tem o fenótipo padrão para repressão policial (jovem negro, num evento na periferia).

O integrante, ao dar entrada no hospital, para ser examinado e medicado pelas escoriações e hematomas sofridos, é informado pela atendente do mesmo que só naquele período era a quarta entrada no hospital por agressões policiais. Nosso integrante não teve nada mais grave e passa bem. Mas – não é de hoje – sabemos que este não é o destino de muitos jovens na periferia de São Paulo e do Brasil, devido à abuso de autoridade, pré conceitos, e a política higienista que este governo decreta, de forma cada vez mais contundente.

Devemos lembrar que o mesmo baile funk que acontece no Parque Bristol, também acontece na Vila Madalena, com as dores e as delícias de um baile: diversão, música, bebidas e drogas. Mas o resultado na Vila Madalena e no Parque Bristol é o mesmo? As abordagens policiais são as mesmas? A visão do jovem frequentador do baile funk do Parque Bristol e da Vila Madalena é a mesma pela polícia? Em qual destes dois bairros, o véu do racismo, da política higienista e genocida sobressai nos jovens, em especial os negros?

O que aconteceu com um dos nossos nos revolta, e nos deixa indignado sim. Somos trabalhadores, educadores culturais e sociais, militantes por um bairro mais consciente, com mais educação, cultura, saúde e principalmente empoderado da luta pelos seus direitos. E mesmo que não fôssemos. Ninguém merece ser agredido e humilhado na rua de sua casa, de seu trabalho cultural. Mas o que mais nos toca é que esta violência é com vários e várias. É todo dia, é cotidiana, mas não pode ser só mais um fato do cotidiano.

Não podemos mais aceitar a violência gratuita como algo natural. Deixamos esta nota em aberto para coletivos e pessoas que quiserem assinar.