Último Sarau Perifatividade na Biblioteca Amadeu Amaral – Veia e Ventania

 

O Coletivo Perifatividade realiza o Sarau e outras ações pelo Programa Veia e Ventania desde 2013, e algumas vezes – com muita tristeza – nos despedir, porém sempre voltamos depois de um tempo. Esse sentimento de tristeza aconteceu neste sábado, 17, quando aconteceu a última edição do Sarau Perifatividade na Biblioteca – pelo menos por agora. Queremos e esperamos voltar em breve! Não poderia ter fechado com mais ouro possível. Tivemos a presença das famílias do projeto Família em Foco, local onde trabalha o perifativo Vinão Alobrasi, e onde as famílias foram nossas convidadas especiais! Muito bom ver crianças e adolescentes se divertindo em nosso Sarau, comendo e lendo livros e gibis especialmente disponibilizados para el@s. Também, com muita honra e felicidade recebemos a grande poetisa e militante Miriam Alves, que lançou seu livro “Bará”, fez uma performance e também um bate-papo com o pessoal presente!! Para musicar este Sarau mais lindo, nada melhor que os meninos da quebrada: Loucos d’la Mente estiveram novamente com a gente e colocaram geral pra cima! Muita felicidade em ter conosco amigos de sempre, e de longa data, como Du Bod e sua linda família (Vânia e Bia), que apareceram depois de anos sem nos vermos! Foi uma alegria imensa ver tanta gente querida neste último Sarau na Biblioteca! Saímos com a esperança de já já estarmos anunciando o próximo Sarau Perifatividade na Biblioteca pelo Programa Veia e Ventania! Confira as fotos por JC!

 

Confira como foi o primeiro Sarau no Espaço Perifatividade Círculo de Cultura!

Junho foi o mês onde rolou o primeiro Sarau Perifatividade em nosso novo (e definitivo, tomara!) local: o Espaço Perifatividade Círculo de Cultura! Abrimos a garagem e lá se tornou o lugar oficial do Sarau.

Diversos amigos queridos visitaram não só o Sarau, como o Espaço todo: olharam livros na livraria e na Biblioteca, visitaram nosso café e ficaram com a gente até o final, conferindo o lançamento do CD “Perseverança” e o pocket do irmão James Lino, que é sempre uma honra e satisfação recebê-lo. Muita gente de passagem, mas não à passeio, colou e também acabou ficando, além da galera que acompanhou o Sarau na Internet, na live feita pela nossa página do Facebook!

Quer saber como foi? Confiram as fotos por JC e Ana Fonseca

Cineclube Perifatividade – Os Irredentos

Dia 22 de junho, recebemos em nosso Espaço Perifatividade Círculo de Cultura o EJA (Educação de Jovens e Adultos), mais uma galera muito legal da nossa tão querida EMEF Olavo Fontoura para a exibição do documentário “Os Irredentos”, do Levante Popular da Juventude.

Foi uma noite mágica: além da presença dessa galera linda, também recebemos a professora Marisa Sensato, coordenadora da Universidade do CEU Parque Bristol (UniCEU), divulgando os cursos da Universidade gratuita, um foco de resistência nesses tempos de gestões golpistas por todos os lados. Após isso, assistimos este importante documentário, que relata a luta de guerreiras e guerreiros na época da ditadura militar, fato histórico que era tão distante de nós, e que se torna cada vez mais próximo de um retorno.

Também rolou bate-papo e uma aula informal com o nosso convidado do Cine, nada mais, nada menos que Adriano Diogo, que foi militante da Aliança Libertadora Nacional (ALN), ex-preso político, ex-deputado estadual, professor e eterno militante de uma sociedade mais humana, justa e igualitária, além de chá para aquecer os corações em noites frias, pipoca e muito chamego nos perifadogs Amaru e Xondaro

Foi uma noite memorável que nem nós, nem Diogo e nem todxs xs participantes esquecerão!!

Confiram as fotos por Ana Fonseca

Amanhã tem Cineclube Perifatividade!!!

 

Se ligaí! | Nesta quinta (22), às 19h, o Cineclube Perifatividade exibe o documentário “Os Irredentos – Uma ode à luta do povo. A esperança documentada” (2015), de Paulo Gomes e Geraldo Sardinha. Para dialogar com o público Adriano Diogo, professor, foi vereador e eputado estadual (PT), foi também militante da ALN (Aliança Libertadora Nacional) e preso político durante a ditadura civil-militar. O Cineclube fica no Círculo de Cultura Perifatividade, na Rua Dr. Benedito Tolosa, nº 729, Parque Bristol, zona sul de SP. Esta programação faz parte da Jornada de Luta Contra a Tortura (curta!). Confirme presença, compartilhe e participe da Jornada De Luta Contra a Tortura

Inauguração do Espaço Perifatividade Circulo de Cultura

Dia 27 de maio de 2017. Em meio a tantos retrocessos e dificuldades que a conjuntura política cada vez mais fascista nos obriga a enfrentar, inaugurar um espaço de resistência, luta, cultura e educação é uma conquista! Ainda mais quando vem embarcada em 7 anos de história. Esse foi o espírito que moveu @s integrantes do Coletivo Perifatividade e tod@s que compareceram à inauguração do Espaço Perifatividade Círculo de Cultura, no coração do Parque Bristol. Foram 03 meses de preparação do espaço: reformas, pinturas, consertos faziam parte de nosso cotidiano. Nas últimas semanas, saíamos praticamente de madrugada do espaço para deixar tudo pronto para receber todas as queridas pessoas, entre convidados e apresentações, para dar o axé de boas vindas ao nosso novo (e definitivo) Quilombo! A Rede TVT também encostou por lá, e fez uma belíssima reportagem que você pode conferir neste link ( https://www.youtube.com/watch?v=Jc3B9NEk_pc) Além da reportagem, a discotecagem ficou por conta dos DJ’s : Ruivo Lopes, Rogério e Nilo colocando todo mundo para dançar, além de dar um giro pela nossa casa. A abertura não poderia ser diferente: depois de nosso poema-canção-hino, lançamos com muito orgulho nosso sexto filho, nossa sexta arma literária: A “Antologia e Coletânea Coletivo Perifatividade vol. III”, com mais poemas de nossa autoria, para que as pessoas conheçam a poesia do Perifatividade, e orelhas feitas por gente da máxima, admiração, respeito e carinho: Debora Silva Maria ( Mães de Maio ) e Dito (CMP e Centro Gaspar Garcia de Direitos Humanos) Joyce Fernandes @Preta-Rara chegou e para a expectativa de muitas e muitos fãs, incluindo nós, fez um show memorável, de tirar o fôlego!!! Maravilhosa, humildade puta – quem é, é! Para dar a bênção a este espaço que sim, será um núcleo de cultura, educação e defesa dos Direitos Humanos, noss@s padrinh@s tiveram a fala: Dona Tereza Lara e nosso querido Benedito Roberto Barbosa (que também faz a orelha de nosso livro), melhores padrinh@s do mundo, referências devida e luta em nosso Fundão do Ipiranga! Bênção dada, é hora de terminar em grande estilo: a escola de samba (e nossa vizinha) Acadêmicos do Parque Bristol chegou em peso e fez uma apresentação das mais lindas, em que a rua toda saiu e curtiu junto com a gente esta celebração, de um espaço que buscávamos tanto, que lutamos tanto, que mesmo algumas vezes na história saindo desanimad@s, não desistimos, resistimos! E está ai…nosso Núcleo de educação, cultura e defesa de direitos! Um espaço que, muito mais que nosso, é de todo o Fundão do Ipiranga! Confiram as fotos por Elaine Campos e JC Este projeto foi contemplado pela Lei de fomento à Cultura de Periferia da Cidade de São Paulo #Fomentoaperiferia #fomentoaperiferiaEd1

Confiram as fotos por Elaine Campos e JC

Perifatividade na Virada Cultural 2017!

Com todos os percalços, dificuldades, e inúmeros questionamentos à gestão de João Dória, o Perifatividade participou da Virada Cultural de 2017! Muito distante do reconhecimento aos Saraus da gestão anterior, vários coletivos se espalharam por diversos palcos da cidade – e não o tradicional Palco Saraus, espaço de referência dos coletivos literários na Virada Cultural. Nós ficamos na Vitrine da Galeria Olido, e não podemos deixar de falar que infelizmente o tratamento foi bem aquém do que tinhamos antes: sem camarim (nem tivemos direito a um copo d’água), sem alguém de referência da Virada Cultural para acompanhar as apresentações, com o técnico de som que, se quiséssemos nos apresentar com som, deveríamos correr atrás dele. Mesmo com tudo isso, não deixamos batido e fizemos o que sabemos de melhor: poesia, música, dança e luta, muita luta! Porque fazemos da militância nossa arte e de nossa arte, nossa militância!

Confiram as fotos por JC

Sarau Perifatividade na Biblioteca Amadeu Amaral – maio 2017!

 

O Coletivo Perifatividade retorna à Biblioteca Amadeu Amaral, novamente pelo Programa Veia e Ventania, de um jeito mais que especial: uma homenagem ao poeta do povo, que é e sempre será referência para todxs nós: Solano Trindade!
Nada melhor que receber Seu Liberto Trindade, poeta e filho de Solano, para nos contar histórias da vida, obra e luta de Solano. Fatos que muitxs de nós desconhecíamos e saímos desta conversa ainda mais próximos e mais fãs de Solano.
Para finalizar sua participação, Liberto encenou o poema mais conhecido de Solano “Tem gente com fome”, como no trem que conta a poesia.
Participação importante no Sarau é da galera do Projeto Crack Zero, que colou em peso, e várixs leram ou pediram para lermos poesias de Solano, além de mostrarem seus talentos na música!!
Foi um dia lindo, surpreendente, no público, na interação e deixando a certeza do mês que vem ser ainda melhor!
Confiram as fotos por Ana Fonseca e JC!

 

Cinco anos depois, Perifatividade nas Favelas volta ao Boqueirão!

Dando continuidade a circulação do Perivatividade na região do Fundão do Ipiranga, aconteceu no domingo, Dia das Mães, o Perifatividade nas Favelas, dessa vez na no Boqueirão, zona sul de SP.

A parceria local com o Bar Chapa Quente permitiu que o Perifatividade realizasse a programação do dia que contou com a presença do rapper Tun Araújo, morador do Boqueirão e que começou seus primeiros versos e rimas em saraus do Perifatividade.

Tun estreou em em 2012, quando o Perifatividade homenageou o rapper Sabotage e sua família, também no Boqueirão. Aquela tinha sido a primeira edição do Perifatividade nas Favelas.

Esta edição também mulhernageou Dona Val, mãe do Tun, que vestia a camisa do Perifatividade e sempre que podia frequentava o sarau.

Em seguida, da zona leste de SP, veio a rapper, cantora, compositora e poetiza Bia Doxum, que apresentou um repertório que foi da poesia, rap e samba, reunindo filhas, mães e avós da favela do Boqueirão para prestigiá-la e serem também reverenciadas pela musíca e mensagem da cantora.

Durante a apresentação da Bia Doxum rosas-póeticas foram distribuidas para todas as mães e avós presentes que ficaram emocionadas com a mulhernagem preparada pelo Perifatividade.

Aproveitando a oportunidade, os rappers do Loucos d’la Mente encerraram esta edição do Perifatividade nas Favelas trazendo rap, beat box e improvisação pra sua apresentação.

O Perifatividade nas Favelas é feito sempre com apresentações gratuitas, ao ar livre, em espaços públicos e com parcerias locais.

Completou a apresentação as poesias do Coletivo Perifatividade, a trilha sonora do DJ Ruivo Lopes e a distribuição gratuita de dezenas de livros literários para @s morador@s do Boqueirão.

Enquanto isso, confira como foi o Perivatividade nas Favelas, edição Boqueirão, nas fotos e vídeos de Elaine Campos, JC e Diego Soares.

“Este projeto foi contemplado pela 1ª Edição do Programa de Fomento à Cultura da Periferia da Cidade de São Paulo.”

 

 

 

Perifatividade na 2ª Feira da Reforma Agrária do MST!

No domingo 07/05, último dia da 2ª Feira da Reforma Agrária do MST – Movimento dos Trabalhadores Sem Terra o Coletivo Perifatividade, com muita honra e orgulho, participou do palco Cio da Terra, levando pela primeira vez, uma nova performance do Sarau Perifatividade.
Em tempos de avanços da direita em proporções catastróficas, ver que a Feira movimenta tantas pessoas – entre trabalhadoras e trabalhadores rurais que vendem seus produtos de alta qualidade e orgânicos, militantes, artistas, produtores, educadoras e educadores, e tanto público, nos enche de esperança que junt@s podemos ser uma força de resistência para enfrentar tempos difíceis que cada vez tomam corpo – e nas 04 esferas do poder.
Falar #ForaTemer é quase um mantra para todxs, mas não podemos esquecer que primeiramente também, está a #LiberdadeparaRafaelBraga, porque Rafael é um de nós, poderia ser qualquer um ou uma de nós.
Um dia para estar e se sentir em casa, com várixs amigxs e parceirxs de luta e arte, que estavam pela Feira e deram uma paradinha para dividir junto com a gente este momento.
Um momento para observar, perceber e sentir que estamos junt@s e somos muit@s, que não podemos perder a força e a fé, que amanhã vai ser outro dia!
Confiram as fotos por: Elaine Campos

Perifatividade nas Escolas: CIEJA Parque Bristol!

Quando chegamos a uma escola que parece que já nos esperava há muito tempo, e nos recebe imensamente bem, qual é o sentimento para descrever tudo isso?

Maravilhados. Assim ficamos quando chegamos ao CIEJA Parque Bristol e fomos recebidos de uma forma que nos surpreendeu pelo carinho, pelo reconhecimento e por termos uma história. Há alguns anos queríamos fazer ações no CIEJA e não conseguimos. Agora, estávamos lá, onde a gestão e o elenco de educadores também queriam estar com a gente! E tudo rolou lindo: participação massiva dxs estudantes e professorxs, um Sarau dinâmico e para abrir com chave de ouro nossas ações nesta escola a partir dali. Esta será mais uma das unidades escolares que iremos trabalhar A poética dos Direitos Humanos II!

Confiram as fotos por JC e Paulo Rams.