Sarau Perifatividade na Biblioteca Amadeu Amaral – maio 2017!

 

O Coletivo Perifatividade retorna à Biblioteca Amadeu Amaral, novamente pelo Programa Veia e Ventania, de um jeito mais que especial: uma homenagem ao poeta do povo, que é e sempre será referência para todxs nós: Solano Trindade!
Nada melhor que receber Seu Liberto Trindade, poeta e filho de Solano, para nos contar histórias da vida, obra e luta de Solano. Fatos que muitxs de nós desconhecíamos e saímos desta conversa ainda mais próximos e mais fãs de Solano.
Para finalizar sua participação, Liberto encenou o poema mais conhecido de Solano “Tem gente com fome”, como no trem que conta a poesia.
Participação importante no Sarau é da galera do Projeto Crack Zero, que colou em peso, e várixs leram ou pediram para lermos poesias de Solano, além de mostrarem seus talentos na música!!
Foi um dia lindo, surpreendente, no público, na interação e deixando a certeza do mês que vem ser ainda melhor!
Confiram as fotos por Ana Fonseca e JC!

 

Cinco anos depois, Perifatividade nas Favelas volta ao Boqueirão!

Dando continuidade a circulação do Perivatividade na região do Fundão do Ipiranga, aconteceu no domingo, Dia das Mães, o Perifatividade nas Favelas, dessa vez na no Boqueirão, zona sul de SP.

A parceria local com o Bar Chapa Quente permitiu que o Perifatividade realizasse a programação do dia que contou com a presença do rapper Tun Araújo, morador do Boqueirão e que começou seus primeiros versos e rimas em saraus do Perifatividade.

Tun estreou em em 2012, quando o Perifatividade homenageou o rapper Sabotage e sua família, também no Boqueirão. Aquela tinha sido a primeira edição do Perifatividade nas Favelas.

Esta edição também mulhernageou Dona Val, mãe do Tun, que vestia a camisa do Perifatividade e sempre que podia frequentava o sarau.

Em seguida, da zona leste de SP, veio a rapper, cantora, compositora e poetiza Bia Doxum, que apresentou um repertório que foi da poesia, rap e samba, reunindo filhas, mães e avós da favela do Boqueirão para prestigiá-la e serem também reverenciadas pela musíca e mensagem da cantora.

Durante a apresentação da Bia Doxum rosas-póeticas foram distribuidas para todas as mães e avós presentes que ficaram emocionadas com a mulhernagem preparada pelo Perifatividade.

Aproveitando a oportunidade, os rappers do Loucos d’la Mente encerraram esta edição do Perifatividade nas Favelas trazendo rap, beat box e improvisação pra sua apresentação.

O Perifatividade nas Favelas é feito sempre com apresentações gratuitas, ao ar livre, em espaços públicos e com parcerias locais.

Completou a apresentação as poesias do Coletivo Perifatividade, a trilha sonora do DJ Ruivo Lopes e a distribuição gratuita de dezenas de livros literários para @s morador@s do Boqueirão.

Enquanto isso, confira como foi o Perivatividade nas Favelas, edição Boqueirão, nas fotos e vídeos de Elaine Campos, JC e Diego Soares.

“Este projeto foi contemplado pela 1ª Edição do Programa de Fomento à Cultura da Periferia da Cidade de São Paulo.”

 

 

 

Perifatividade na 2ª Feira da Reforma Agrária do MST!

No domingo 07/05, último dia da 2ª Feira da Reforma Agrária do MST – Movimento dos Trabalhadores Sem Terra o Coletivo Perifatividade, com muita honra e orgulho, participou do palco Cio da Terra, levando pela primeira vez, uma nova performance do Sarau Perifatividade.
Em tempos de avanços da direita em proporções catastróficas, ver que a Feira movimenta tantas pessoas – entre trabalhadoras e trabalhadores rurais que vendem seus produtos de alta qualidade e orgânicos, militantes, artistas, produtores, educadoras e educadores, e tanto público, nos enche de esperança que junt@s podemos ser uma força de resistência para enfrentar tempos difíceis que cada vez tomam corpo – e nas 04 esferas do poder.
Falar #ForaTemer é quase um mantra para todxs, mas não podemos esquecer que primeiramente também, está a #LiberdadeparaRafaelBraga, porque Rafael é um de nós, poderia ser qualquer um ou uma de nós.
Um dia para estar e se sentir em casa, com várixs amigxs e parceirxs de luta e arte, que estavam pela Feira e deram uma paradinha para dividir junto com a gente este momento.
Um momento para observar, perceber e sentir que estamos junt@s e somos muit@s, que não podemos perder a força e a fé, que amanhã vai ser outro dia!
Confiram as fotos por: Elaine Campos

Perifatividade nas Escolas: CIEJA Parque Bristol!

Quando chegamos a uma escola que parece que já nos esperava há muito tempo, e nos recebe imensamente bem, qual é o sentimento para descrever tudo isso?

Maravilhados. Assim ficamos quando chegamos ao CIEJA Parque Bristol e fomos recebidos de uma forma que nos surpreendeu pelo carinho, pelo reconhecimento e por termos uma história. Há alguns anos queríamos fazer ações no CIEJA e não conseguimos. Agora, estávamos lá, onde a gestão e o elenco de educadores também queriam estar com a gente! E tudo rolou lindo: participação massiva dxs estudantes e professorxs, um Sarau dinâmico e para abrir com chave de ouro nossas ações nesta escola a partir dali. Esta será mais uma das unidades escolares que iremos trabalhar A poética dos Direitos Humanos II!

Confiram as fotos por JC e Paulo Rams.

 

Sarau Perifatividade na Casa de Cultura Chico Science!

Dia 09 de abril foi dia do Coletivo encostar na Casa de Cultura Chico Science, lugar de muita história tanto pra cultura Hip-Hop da região quanto para @s perifativos. Quem não se lembra do lançamento do nosso “Perifatividade nas escolas: A poética dos Direitos humanos” e de nossas atividades de aniversário de 6 anos, com um super debate sobre o Funk e também sobre Refugiados? É, muita coisa bacana rolou nesse lugar e dessa vez não poderia ser diferente. Priorizando quem faz (e muito bem) rap e Funk em nossa região, o #Perifatividade na Casa trouxe amig@s, parceir@s e gente que está na arte e na luta! Vinão alobrasil, D’grand’stilo, Pânico Brutal, MC Di, Loucos d’la Mente, Bivolt MC se apresentaram e nos intervalos poéticos contamos com as presenças de Glaucia Dantas Dos Santos, Claudio Laureatti, André Pereira, Elaine Cristina Dos Santos (Sarau Marias D’Luta), Escritor Fanti, DJ Ivonverine, e na playlist DJ Ruivo Lopes. Esta foi nossa segunda ação contemplada pelo Programa de Fomento à Cultura de Periferia da Cidade de São Paulo, já preparatória para a grande inauguração do nosso Quilombo – o Espaço Perifatividade: Círculo de Cultura, que será dia 27 de maio!

“Nesse Sarau dedicamos todas as poesias e músicas em lembrança e memória de nosso grande amigo Brou! Que sempre estará conosco, você lutou e partiu como guerreiro que é.”

Confiram as fotos por Ana Fonseca, Paulo Rams e Joao Claudio De Moura Sinto.

Este projeto foi contemplado pela 1º edição do Programa de Fomento à Cultura de Periferia da Cidade de São Paulo.

Sarau Perifatividade na Casa de Cutltura Chico Science

Domingo, dia 09/04 o Coletivo Perifatividade chega na Casa de Cultura Chico Science e realiza mais um Sarau neste espaço que é uma referência histórica e cultural do Fundão do Ipiranga!!!
Juntão com a gente pra fazer parte deste grande momento

Barbara Bivolt
D’grand’stilo

Loucos d’la Mente
MC Di

Pânico Brutal

Vinão alobrasil


Só chegar às 17hs na Av. Presidente Tancredo Neves, 1265 – Ipiranga (próximo à estação Sacomã do metrô)
Este projeto foi contemplado pela 1° Edição do Programa de Fomento à Cultura de Periferia da Cidade de São Paulo
#FomentoaPeriferiaEd1

Perifatividade na Jornada pela Democracia – Tucarena

Foi lindo, lindo e importante estar no Teatro Tucarena ontem. Lutar contra a Reforma da Previdência é lutar por nós e pelos nossos de hoje e de amanhã, além de estar ao lado de pessoas que admiramos muito, como Sérgio Mamberti, mano Douglas Belchior, Gleisi Hoffmann, Paulo Teixeira e várias e vários outr@s
Agradecemos muito à Ana Quaiato e ao mandato do deputado Paulo Teixeira pelo convite!

Acompanhe um trechinho de nossa abertura pelo Jornalistas Livres

Veja na integra como foi através da TVPUC São Paulo:

Primeiro Perifatividade nas Favelas de 2017: Parque Bristol

2017 é um ano que marca, como sempre, muita luta para nós perifativ@s, porém com algumas novidades: Depois de 07 anos de batalha, conquistaremos nossa primeira sede oficial, o primeiro espaço do Coletivo Perifatividade. Este espaço veio graças  à Lei de Fomento à Cultura de Periferia, uma luta gigante do Movimento Cultural das Periferias e de diversas coletividades, sancionada pelo até então prefeito Fernando Haddad em 2016.

Também neste processo, voltamos com algumas ações que realizávamos antes, e que sempre acreditamos ser fundamentais para se construir junto com a quebrada, uma sociedade mais consciente e que luta por seus direitos. Uma delas é o Perifatividade nas Favelas, que não por acaso, foi realizado no mesmo local onde fizemos nossa primeira edição (há 05 anos atrás) e no mesmo bairro onde é nosso futuro espaço.

A Favela da Paz sempre nos recebeu com os corações mais que abertos em todos os eventos que fizemos lá – e foram vários: além do Perifatividade nas Favelas, também fizemos o Cine Maloca, no Maloca Espaço Cultural, nosso aniversário de 04 anos com a presença do rapper GOG,  e o Periferias contra o Golpe. Ou seja, a Favela da Paz e o Perifatividade têm uma simbiose, uma relação íntima.

O Bar do Tião (Sebastian) foi o nosso parceiro do dia, cedendo toda a energia para o evento, que ainda contou com o set do DJ Ruivo Lopes: sim, ele também é DJ!

Além do Sarau, dominado pelas crianças como sempre acontece na Favela, tivemos a participação da MC Bruna Muniz e Jana Santis, acompanhadas do DJ BatataKilla, mandaram muito no pocket show. Nada mais justo que as manas sempre terem espaço nas ações perifativas!!

Bimestre que vem tem mais Perifatividade nas Favelas!!! Confiram as fotos por JC , Ana Fonseca e Paulo Rams

“Este projeto foi contemplado pela 1ª Edição do Programa de Fomento à Cultura da Periferia da Cidade de São Paulo.”





















Sarau Perifatividade 1º do Ano de 2017!

Nesse mês de fevereiro iniciamos os trabalhos com poetas e grupos da quebrada. A representatividade da poesia e coletivos que fazem história nesse bairro histórico chamado Ipiranga. Chegou com a gente nessa edição Tatá Brasilina e Ricardo, que tbm organizam o Sarau Ipiranga na Cena, e lançando o primeiro livro:”Marginais Plácidos” do Slam do Grito. Contamos também com a escritora Cidinha Da Silva lançando seus dois últimos livros: Canções de Amor e Dengo pela Edições Me Parió Revolução, e #Parem de no Matar. Foi nossa primeira edição do ano e a última no espaço do Telecentro. E vem aí novidades boas pra quebrada o Perifatividade a partir de Março estará com sede própria aguardem!!!! Este projeto foi contemplado pela 1ª Edição do Programa de Fomento à Cultura da Periferia da Cidade de São Paulo.

#FomentoCulturadaPeriferiaEd1

dsc_0006 dsc_0008

dsc_0020

dsc_0041

dsc_0045

dsc_0053

dsc_0056

dsc_0062

dsc_0063

dsc_0073

dsc_0078

dsc_0081

dsc_0085

dsc_0093

dsc_0107

dsc_0110

dsc_0114

dsc_0120

dsc_0123

dsc_0130

dsc_0137

dsc_0142

dsc_0143

dsc_0147

dsc_0155

dsc_0156

dsc_0158

dsc_0166

dsc_0177

dsc_0180

dsc_0195

dsc_0208

dsc_0215

dsc_0218 dsc_0220

Perifatividade na abertura no Seminario Estadual de Educação em Direitos Humanos!

DSC_0003.JPG

 

O Perifatividade abriu 2017 levando sua bandeira principal: a Educação em Direitos Humanos. Junto com nosso grande parceiro, o Instituto Paulo Freire, CONDEPE, Escola da Defensoria e outras Instituições fizemos a acolhida da abertura deste grande seminário que será realizado sábado agora, dia 18/02, na Defensoria e CONDEPE.

Após nossa abertura, seguiu a mesa formada pelo Comitê Estadual de Educação em Direitos Humanos, CONDEPE, Ouvidoria da Defendoria Pública, EDEPE, Ministério Público, Secretaria Estadual de Segurança Pública e Secretaria Estadual de Educação.

Após isso, o momento mais esperado por todos, que foram as falas de Margarida Genevois (Histórico da Educação em Direitos Humanos), Moacir Gadotti (Educação em Direitos Humanos: um contraponto à intolerância) e Maria Nazaré Zenaide.

Confiram as fotos por João Claudio.