Plano Municipal de Habitação 2009 à 2024! Desinformação e Despejo.

Cidade de São Paulo
Audiência Pública na Casa de Cultura Chico Sciense
Sub-prefeitura do IPIRANGA.
No dia 19 de Maio, nesta última quinta-feira, Rodrigo de Oliveira (Dimenor) e Paulo Rams, representando o Coletivo Perifatividade que junto com alguns companheiros líderes de movimentos de moradia da região do Fundão do Ipiranga, presenciaram uma das últimas audiências públicas da PMH (Plano Municipal de Habitação), que é um plano de urbanização e intervenções integradas na cidade de São Paulo. E planeja suas ações até 2024.
Como audiência pública, a primeira vista o que esperávamos seria uma participação integral da comunidade, para receber esclarecimentos, apresentação de propostas e questionar as ações pouco democráticas por parte da prefeitura. Coisa que não aconteceu, são várias famílias de todas as partes da cidade e ressaltando, a nossa em particular que está sem informação alguma, sobre as obras realizadas pelo orgão público, as remoções o auxilio aluguel e toda a transformação que a prefeitura planeja, e já está praticando. São várias as famílias que estão sendo escurraçadas do lugar de onde mora a anos, que mesmo sendo favelas em condições precárias de moradia, é uma população que não está sendo devidamente informada quanto a essas ações. Estiveram presentes entre outros companheiros; Manoelzinho (UNAS-Heliópolis), Graça e Sr. Dito advogado da CMP (Central de Moradia Popular),  Tereza Lara (NMP-Nacional da Moradia Popular), Maria de Fátima do Jd. Celeste 5, Sr. Carmelo (Favela do Boqueirão), Antônia e Fátima da Vila Liviero, e outros mais. Nesta audiência foram apresentada as datas e os planos de intervênção em todas as comunidades, classificando as áreas em Risco Muito Alto, que são os lugares onde já estão acontecendo as remoções, tais como; Heliópolis, Boqueirão, Jd. São Savério, Vila da Paz e Vila Cristina (Pq. Bristol), Vila Livieiro entre outras. Risco Alto: entre elas se destacam; Monsenhor, Favela do Maristela, Conjunto Habitaconal José Paulino dos Santos, Jd. Clímax I e II. E outras áreas como Risco Médio e Risco Baixo, e que serão executadas as intervenções a partir de 2016. As propostas apresentadas segue um planejamento em torno das chamadas sub-bacias hidrográficas da cidade, para articulação de programs habitacionais com as ações públicas de outros setores. Tal ação denomina-se de PERÍMETROS DE AÇÃO INTEGRADA. 

Para mais informações consulte o site: http://www.habisp.inf.br/
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s